Formação em terapia ocupacional: desenho de um projeto de transformação curricular para o séc. XXI

Autores

  • Sílvia Martins Departamento de Terapia Ocupacional - Escola Superior de Saúde do Alcoitão (SCML/ESSAlcoitão), Alcoitão, Portugal.
  • Cristina Vieira da Silva Departamento de Terapia Ocupacional - Escola Superior de Saúde do Alcoitão (SCML/ESSAlcoitão), Alcoitão, Portugal.
  • Élia Silva Pinto Departamento de Terapia Ocupacional - Escola Superior de Saúde do Alcoitão (SCML/ESSAlcoitão), Alcoitão, Portugal.
  • Isabel Ferreira Departamento de Terapia Ocupacional - Escola Superior de Saúde do Alcoitão (SCML/ESSAlcoitão), Alcoitão, Portugal.
  • Nuno Moreira Departamento de Terapia Ocupacional - Escola Superior de Saúde do Alcoitão (SCML/ESSAlcoitão), Alcoitão, Portugal.

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v4i2.187

Palavras-chave:

revisão curricular, terapia ocupacional, inovação, metodologia investigação-ação

Resumo

Introdução: O desenvolvimento e renovação de currículos é visto como uma atividade-chave das instituições de ensino superior. Ao nível internacional e nacional, é evidente o crescente interesse na investigação em desenho curricular, e em criar percursos educativos diversos que correspondam às aspirações de futuro da população e às necessidades da sociedade. As mudanças de paradigma que ocorreram na terapia ocupacional, nos últimos anos, tornam urgente esta reflexão. Objetivo: Pretendeu-se com este estudo construir o desenho de um projeto de revisão curricular para a formação em terapia ocupacional. Material e Métodos: Neste 1º ciclo de investigação foi utilizada uma metodologia de investigação-ação. Os participantes no estudo foram agrupados em duas equipas, uma nuclear, composta por dois docentes a tempo integral e uma alargada, integrando mais três docentes, também a tempo integral. Recorreu-se a métodos participativos para se envolverem os docentes nos momentos de reflexão. Em etapas chave do processo, recorreu-se a um grupo de peritos na área da revisão curricular. Resultados: Obtenção de uma versão de consenso do desenho do projeto, nomeadamente, visão, missão e valores; objetivos dirigidos ao currículo, aos estudantes e aos docentes; intervenientes no processo e sua distribuição por domínios em áreas de competência e seleção da Teoria U para guiar o processo de transformação curricular. Conclusão: A metodologia de investigação-ação e os métodos participativos, conjuntamente com o recurso ao grupo de peritos, permitiram aos participantes chegarem a uma versão de consenso sobre os aspetos principais a incluir no processo de transformação curricular.

Downloads

Publicado

2022-08-25

Como Citar

Formação em terapia ocupacional: desenho de um projeto de transformação curricular para o séc. XXI. (2022). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 4(2). https://doi.org/10.51126/revsalus.v4i2.187

Artigos Similares

1-10 de 335

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.