Avaliação de sistemas posturais da pélvis numa pessoa com Distrofia Muscular do tipo Cinturas: resultados da análise a três almofadas na promoção do equilíbrio dinâmico

Autores

  • Cíntia Marques Escola Superior de Saúde, Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal.
  • Carolina Matos Escola Superior de Saúde, Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal.
  • Joana Cavaleiro Escola Superior de Saúde, Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal.
  • Juliana Simões Escola Superior de Saúde, Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal.
  • Rui Fonseca-Pinto Escola Superior de Saúde, Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal. Center for Innovative Care and Health Technology (ciTechCare), Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal . Instituto de Telecomunicações, Portugal.
  • Nuno Vieira Lopes Center for Innovative Care and Health Technology (ciTechCare), Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal. Escola Superior de Tecnologia e Gestão, Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal.
  • Jaime Moreira Ribeiro Escola Superior de Saúde, Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal. Center for Innovative Care and Health Technology (ciTechCare), Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal. Assistive Technology and Occupational Performance Laboratory, Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal.

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v4i1.193

Palavras-chave:

almofada, equilíbrio dinâmico, estabilidade, úlcera de pressão

Resumo

Introdução: As almofadas anti-escaras são dispositivos especializados para a redistribuição de pressão e gestão da carga sobre os tecidos e do microclima. Devem manter o alinhamento postural, facilitar o movimento, criar uma base estável, aliviar a dor e serem confortáveis. Podem ser compostas exclusivamente por um material como espuma, gel, ar e fluido, ou pela combinação de dois ou mais destes materiais. As investigações concretizadas focam-se na distribuição do peso e negligenciam o comportamento dinâmico da almofada durante as atividades quotidianas. Objetivos: Avaliar a eficácia na manutenção do equilíbrio dinâmico de três tipos de almofadas de gama média-alta com diferentes composições. Métodos: Estudo com uma pessoa do sexo feminino com Distrofia Muscular do tipo Cinturas, utilizando-se: uma almofada de espuma e ar (A), uma almofada de espuma e bolsa de fluido (B) e uma de ar (C). A recolha de dados foi realizada em dois momentos: 1) recolha  dados antropométricos, cinemáticos e dinâmicos, através de medição direta do alcance, videogravação e acelerómetro, e pressões exercidas sobre as almofadas, mediante um protocolo de movimentos e randomização de almofadas; 2) avaliação da perceção do utilizador com questionário e escala visual analógica de dor, após quatro horas de permanência na almofada. Resultados: A almofada A revelou melhores resultados ao nível do alcance máximo, do pico de pressão na posição inicial, do coeficiente de variação e da pressão média na flexão frontal do tronco. A almofada B apresentou resultados mais positivos na área de contacto, coeficiente de variação e na pressão média na posição inicial, no pico de pressão da flexão frontal do tronco, na variação da aceleração e na análise subjetiva. Conclusão: As almofadas anti-escaras que, na sua composição, combinam dois materiais, são mais eficazes na promoção do equilíbrio dinâmico, observando-se vantagem na utilização da almofada composta por espuma e fluido.

Downloads

Publicado

2022-06-21

Como Citar

Marques, C., Matos, C., Cavaleiro, J., Simões, J., Fonseca-Pinto, R., Vieira Lopes, N., & Moreira Ribeiro, J. (2022). Avaliação de sistemas posturais da pélvis numa pessoa com Distrofia Muscular do tipo Cinturas: resultados da análise a três almofadas na promoção do equilíbrio dinâmico. RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 4(1). https://doi.org/10.51126/revsalus.v4i1.193