Supervisão clínica: a importância na prática dos cuidados de enfermagem

Autores

  • Mafalda Sérgio José de Mello, CUF Academic Center, Lisboa, Portugal.
  • António Luís Carvalho Escola Superior de Enfermagem do Porto, Portugal; Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde do Porto, Porto, Portugal.
  • Cristina Barroso Pinto Escola Superior de Enfermagem do Porto, Portugal; Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde do Porto, Porto, Portugal.

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSup.546

Palavras-chave:

Enfermeiros, supervisão de enfermagem, auditoria de enfermagem

Resumo

Introdução: A gestão da qualidade em saúde tem por base a perceção da assistência esperada definindo o sucesso ou insucesso do processo propriamente dito. Uma das ferramentas aplicadas no âmbito da Enfermagem são as auditorias dos cuidados que se regem por padrões de referência nacionais e internacionais para evidenciar práticas observadas apurando indicadores de qualidade. A utilização de modelos de controle permite identificar, planear e implementar ações com feedback contínuo na garantia da melhoria contínua adequada aos contextos. Para responder aos desafios da melhoria contínua com impacto direto nos doentes e superando o cumprimento padrões, surge o conceito de supervisão clínica como estratégia dinâmica e colaborativa na construção de uma prática assistencial com mudança de comportamentos.A supervisão clínica formal e adequada ao contexto implica uma interação dinâmica individual ou em equipa no acompanhamento, planeamento, implementação de ações, avaliação de evidências e reflexão. Considerando que a supervisão clínica complementa o processo de auditoria da qualidade dos cuidados no desenvolvimento das equipas para a tomada de decisão e partilha dos saberes conduziu-nos ao objetivo do estudo. Objetivo: Desenvolver modelo de supervisão clínica baseado na percepção dos enfermeiros dos serviços médico-cirúrgico de um hospital privado. Material e Métodos: Estudo exploratório com abordagem qualitativa através do método de focus group numa unidade de saúde privada. Análise estatística com recurso ao IRAMUTEQ. Resultados: Os enfermeiros percecionaram quatro classes de discurso: auditoria, qualidade dos cuidados, supervisão e processo supervisivo de acordo com a análise de classificação hierárquica descendente. Relacionaram os conceitos de auditoria com a qualidade dos cuidados e a supervisão com o processo supervisivo de acordo com a análise fatorial de correspondência. E percecionaram a inter-relação dos termos auditoria, qualidade, cuidado e o processo supervisivo de acordo com análise de similitude das co-ocorrências entre as palavras e conexidade entre elas. Os enfermeiros atribuíram vantagem à existência do supervisor como facilitador na definição estratégias de acompanhamento e implementação de ações melhorias, reforçando a proximidade institucional. Conclusões: A percepção dos enfermeiros acerca da supervisão clínica reflete um processo estratégico de ganho de competências pessoais e profissionais que complementa o processo de auditoria dos cuidados na melhoria.

Downloads

Publicado

2023-06-30

Como Citar

Supervisão clínica: a importância na prática dos cuidados de enfermagem. (2023). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 5(Sup), 35-36. https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSup.546

Artigos Similares

1-10 de 445

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.