A importância do Serviço de Saúde Ocupacional numa Instituição de Ensino Superior

Autores

  • António Loureiro Instituto Politécnico de Coimbra, Serviço de Saúde Ocupacional e Ambiental, Coimbra, Portugal.
  • Ana Ferreira Instituto Politécnico de Coimbra, Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra, Departamento de Audiologia, Fisioterapia e Saúde Ambiental, Coimbra, Portugal.
  • Sílvia Seco Instituto Politécnico de Coimbra, Serviço de Saúde Ocupacional e Ambiental, Coimbra, Portugal.
  • Jorge Conde Instituto Politécnico de Coimbra, Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra, Departamento de Fisiologia Clínica e Imagem Médica e Radioterapia, Coimbra, Portugal.

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSup.585

Palavras-chave:

Saúde ocupacional, segurança do trabalho, saúde do trabalho, trabalhadores, instituição de ensino superior

Resumo

Introdução: O capital humano de qualquer instituição é o recurso mais valioso que possui para garantir a sua existência e diferenciação competitiva. A saúde e o bem-estar físico e psicológico são fundamentais para garantir a sustentabilidade de um bom ambiente social e laboral e manter os trabalhadores motivados (Pedro, 2020). A Organização Mundial de Saúde e Organização Internacional do Trabalho referem que a principal finalidade dos Serviços de Saúde Ocupacional (SSO), consiste na “promoção de condições de trabalho que garantam o mais elevado grau de qualidade de vida no trabalho, protegendo a saúde dos trabalhadores, promovendo o seu bem- estar físico, mental e social e prevenindo a doença e o acidente” (Moreira & Nogueira, 2020; Ventura et al., 2022). Objetivos: Analisar as ações desenvolvidas pelo Serviço de Saúde Ocupacional e Ambiental (sSOA) do Politécnico de Coimbra (IPC) na área da Segurança e Saúde do Trabalho (SST). Material e Métodos: Consulta da documentação das ações desenvolvidas de 2019 a 2022. Resultados: Verificou-se que foram desenvolvidas várias iniciativas, nomeadamente: Identificação de Perigos e Avaliação de Riscos; realização anual do questionário de ação de consulta aos trabalhadores em matéria de SST; realização de ações de sensibilização/informação/formação nas várias temáticas da SST; realização das consultas de medicina do trabalho; dinamização de campanhas de sensibilização relacionadas com a promoção de estilos de vida ativos e saudáveis; promoção da iniciativa “pausas ativas”; realização de várias ações no âmbito da Pandemia COVID-19; elaboração do estudo “Avaliação das Condições de Trabalho e de Saúde no IPC durante o Confinamento Social associado à COVID-19” e a candidatura à 4ª edição da Campanha “Healthy Workplaces Manage Stress”, que culminou na atribuição do Selo Healthy Workplaces 2022, realçando o trabalho que o sSOA tem desenvolvido, tornando os locais de trabalho do IPC mais seguros e saudáveis. Conclusões: Os SSO permitem identificar detalhadamente os perigos e risco, os trabalhadores expostos e vigiar adequadamente a sua saúde física e mental. Desta forma antecipam-se e controlam-se riscos, reduzem-se acidentes, previnem-se doenças, reduz-se o absentismo, promovem-se ambientes de trabalho seguros e saudáveis e melhora-se a produtividade e o bem-estar físico, mental e social dos trabalhadores.

Downloads

Publicado

2023-07-07

Como Citar

A importância do Serviço de Saúde Ocupacional numa Instituição de Ensino Superior. (2023). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 5(Sup), 65-66. https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSup.585

Artigos Similares

1-10 de 480

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)