Consumo de suplementos alimentares por desportistas: revisão sistemática da literatura

Autores

  • Cláudia Fonte Escola Superior de Saúde de Bragança, Instituto Politécnico de Bragança, Bragança, Portugal
  • Ana Pereira Departamento Tecnologias de Diagnóstico e Terapêutica, Escola Superior de Saúde de Bragança, Instituto Politécnico de Bragança, Bragança, Portugal; Centro de Investigação de Montanha (CIMO), Instituto Politécnico de Bragança, Bragança, Portugal
  • António Fernandes Centro de Investigação de Montanha (CIMO), Instituto Politécnico de Bragança, Bragança, Portugal; Departamento de Ciências Sociais e Exatas, Escola Superior Agrária de Bragança, Instituto Politécnico de Bragança, Bragança, Portugal https://orcid.org/0000-0002-9971-4796

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v2i2.62

Palavras-chave:

suplementos nutricionais, suplementos alimentares, atletas, desportistas

Resumo

Introdução: Uma alimentação variada e energeticamente adequada é capaz de proporcionar quantidades apropriadas de todos os nutrientes essenciais. Porém, são muitos os desportistas que ingerem suplementos nutricionais, sem a orientação de um profissional de saúde e sem o conhecimento exato dos seus possíveis benefícios. Objetivo: Realizar uma revisão sistemática da literatura sobre a prevalência e os tipos de suplementos nutricionais consumidos pelos desportistas, e compreender quais as principais fontes de indicação e motivos para o uso de suplementos nutricionais. Material e métodos: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados Pubmed e Web of Science. Neste contexto, foram incluídas todas as publicações disponíveis entre janeiro de 2007 e fevereiro de 2018 que cumpriam os critérios de inclusão tendo selecionados 14 artigos de um total de 1054. Resultados: A prevalência do uso de suplementos variou de 13,3% a 100%, constatando-se que nos artigos que incluíam apenas atletas profissionais a prevalência de consumo de suplementos nutricionais variou de 46,2% a 90,9%. Em relação aos suplementos mais consumidos destacaram-se os suplementos proteicos, aminoácidos, vitaminas e minerais. Constatou-se, ainda, que os desportistas procuram informações sobre o seu consumo com nutricionistas, amigos, treinador e personal trainer, sendo que alguns recorrem à autoprescrição. Os principais motivos da sua ingestão relacionaram-se com o melhor desempenho desportivo e manutenção da saúde. Conclusão: Os dados revelaram um amplo intervalo de variação na utilização de suplementos pelos desportistas (...).

Downloads

Publicado

2021-01-15

Como Citar

Consumo de suplementos alimentares por desportistas: revisão sistemática da literatura. (2021). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 2(2), 27-37. https://doi.org/10.51126/revsalus.v2i2.62

Artigos Similares

1-10 de 21

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)