Efeito de uma ação de formação no conhecimento dos cuidadores informais: série de casos

Autores

  • Raquel Carvalho Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Tâmega e Sousa, IPSN-CESPU, Paredes; Unidade de Investigação em Saúde e Movimento Humano (H²M), IPSN-CESPU, Paredes, Portugal
  • Ágata Vieira Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Tâmega e Sousa, IPSN-CESPU, Paredes; Unidade de Investigação em Saúde e Movimento Humano (H²M), IPSN-CESPU, Paredes; Centro de Investigação e Reabilitação (CIR), ESS-IPP, Porto, Portugal
  • Bruna Silva Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Tâmega e Sousa, IPSN-CESPU, Paredes, Portugal
  • Gabriela Brochado Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Tâmega e Sousa, IPSN-CESPU, Paredes; Unidade de Investigação em Saúde e Movimento Humano (H²M), IPSN-CESPU, Paredes, Portugal
  • Sofia Lopes Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Tâmega e Sousa, IPSN-CESPU, Paredes; Unidade de Investigação em Saúde e Movimento Humano (H²M), IPSN-CESPU, Paredes; Centro de Investigação e Reabilitação (CIR), ESS-IPP, Porto, Portugal
  • Guillaume Tang Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Tâmega e Sousa, IPSN-CESPU, Paredes, Portugal
  • Lucas Mainetti Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Tâmega e Sousa, IPSN-CESPU, Paredes, Portugal
  • Paula Ribeiro Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Tâmega e Sousa, IPSN-CESPU, Paredes, Portugal
  • Paula Rocha Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Tâmega e Sousa, IPSN-CESPU, Paredes; Unidade de Investigação em Saúde e Movimento Humano (H²M), IPSN-CESPU, Paredes, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSupii.701

Palavras-chave:

Carência, necessidade, prestadores de cuidados, sessão, sobrecarga física e emocional

Resumo

Introdução: Os cuidadores informais desempenham um papel crucial na prestação de cuidados. As suas tarefas implicam sobrecarga física, emocional e financeira. Contudo, a maioria não tem qualquer tipo de apoio, sendo essencial, proporcionar ferramentas para a realização das tarefas de forma eficaz e saudável. Objetivo: Avaliar o efeito de uma ação de formação, no conhecimento dos cuidadores informais relativo a posicionamentos, transferências e mobilidade e, avaliar a perspetiva do cuidador relativamente à ação de formação realizada. Material e Métodos: Realizou-se uma série de casos numa amostra de conveniência, recrutada pelo método de bola de neve, através de divulgação nas redes sociais e pela Associação Portuguesa de Cuidadores Informais. Foram construídos três questionários: um de caracterização, um para avaliar o conhecimento relativo a posicionamentos, transferências e mobilidade (composto por 23 imagens: 7 corretas e 9 erradas), aplicado antes e após a ação de formação e, no final, um sobre a perspetiva dos cuidadores relativamente à ação de formação. Foi efetuado um teste piloto em 4 indivíduos. A ação de formação foi dividida em 2 sessões de duas horas cada: i) importância da postura adotada, da atividade física e gestão de stress; ii) posicionamentos, transferências e mobilidade. No fim foram entregues panfletos sobre os temas abordados. Resultados: A amostra do estudo foi composta por 5 participantes, mulheres, com idade entre 45 e 70 anos, sendo cuidadores informais de familiares ascendentes. Relativamente aos conhecimentos, antes da formação o maior número de respostas corretas foi de 3 (casos 2, 3 e 5) e as respostas incorretas variaram entre 1 (caso 2) a 7 (caso 3). Após a ação de formação com exceção do caso 2, verificou-se um aumento na seleção de respostas corretas e uma diminuição na seleção de respostas incorretas. Quanto à perspetiva sobre a ação de formação, foi positiva no que diz respeito: i) à apreciação dos seus conteúdos, ii) aos formadores e iii) ao espaço. Conclusões: O presente estudo permitiu verificar uma melhoria nos conhecimentos dos participantes, tendo estes referido que a ação de formação foi relevante para o seu dia-a-dia enquanto cuidadores informais.

Publicado

2024-01-15

Como Citar

Efeito de uma ação de formação no conhecimento dos cuidadores informais: série de casos. (2024). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 5(Supii), 39-40. https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSupii.701

Artigos Similares

1-10 de 433

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)