Projeto Pontes Atlânticas: uma ponte entre os estudantes de Fisioterapia da Lusofonia

Autores

  • Carla Leão Escola Superior de Saúde Atlântica, Barcarena, Portugal
  • Maria Ana Neves Escola Superior de Saúde Atlântica, Barcarena, Portugal
  • Andrea Ribeiro ISAVE, Instituto Superior Saúde- Amares, Portugal
  • António Lopes Escola Superior de Saúde do Alcoitão, Alcabideche, Portugal
  • Márcia Pedro Unipiaget, Cabo Verde
  • José Luís Sousa Instituto Piaget Gaia, Portugal
  • Ângela Pereira Egas Moniz School of Health and Science, Almada, Portugal
  • Maria Graça Escola Superior de Saúde Cruz Vermelha Norte, Oliveira Azeméis, Portugal
  • Sónia Vicente Egas Moniz School of Health and Science, Almada, Portugal
  • Carlos Tavares Instituto Piaget Viseu, Portugal
  • Vanusa Pina Unipiaget, Cabo Verde
  • Elisabete Martins Escola Superior de Saúde do Alcoitão, Alcabideche, Portugal
  • Flávia Rocha Fac Piaget, Brasil
  • Thiago Urgai Unipiaget, Cabo Verde
  • Maíra Albuquerque Fac Piaget, Brasil
  • João Venâncio CESPU, Campus Académico de Famalicão, Famalicão Portugal
  • Cláudia Silva Escola Superior de Saúde do Porto, Portugal
  • Maria Castro Escola Superior de Saúde de Leiria, Instituto Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal
  • Sandra Gaulic Instituto Piaget Viseu, Portugal
  • Ana Couto Escola Superior de Saúde de Santa Maria, Porto, Portugal
  • Anabela Martins Escola Superior de Saúde de Coimbra, Portugal
  • Aldina Lucena Escola Superior de Saúde, Instituto Politécnico de Setúbal, Portugal
  • José Daitone Tomás Instituto Superior de Ciências de Saúde de Moçambique – ISCISA
  • Firmino de Lima Valente Instituto Superior de Ciências de Saúde de Moçambique – ISCISA

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSupii.716

Palavras-chave:

NAFisio, projeto Pontes Atlânticas, estudantes de fisioterapia, ensino, profissão

Resumo

Introdução: A Etapa I do projeto de internacionalização Pontes Atlânticas, do Núcleo Académico de Fisioterapia (NAFisio) da Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia (RACS), iniciado no ano letivo 21/22, com segunda edição em 22/23, promove a partilha de perspetivas sobre o contexto educativo e profissional da Fisioterapia entre estudantes de diferentes instituições de ensino superior (IES) membros da RACS. Através da criação de equipas de estudantes de diferentes IES, são realizadas reuniões on-line para partilha das suas realidades, considerando a sua experiência enquanto alunos e futuros profissionais. Objetivos: Identificar o grau de satisfação e impacto da atividade Pontes Atlânticas – Etapa 1 nos alunos participantes no projeto no ano letivo 22/23 e comparar com os resultados do ano letivo 21/22. Material e Métodos: Estudo observacional, descritivo e comparativo, por questionário on-line, disponibilizado por email, no final da atividade dos anos letivos 21/22 e 22/23. A amostra no ano letivo 21/22 foi constituída por 86 estudantes dos 103 participantes iniciais (Portugal, Brasil, Moçambique, Cabo Verde, Angola e São Tomé e Príncipe) e em 22/23 por 41 estudantes de 76 participantes (Portugal, Cabo Verde, Angola e Brasil). Resultados: Considerando e comparando, respetivamente, os resultados obtidos em 21/22 e 22/23: 93% e 83% dos alunos afirmaram que os objetivos eram claros e atingíveis, e que os materiais de suporte foram suficientes; 70% e 51% reportaram que o contacto com os pares e o planeamento foi fácil; 94% e 71% referiu que a atividade ajudou a compreender o contexto nacional/internacional do ensino e da prática da Fisioterapia; e 89% e 80% dos estudantes afirmaram que atividade foi importante para o desenvolvimento de competências pessoais e profissionais, e que deve continuar a ser realizada. Conclusões: Com os resultados obtidos, concluímos que no ano letivo 22/23 a participação diminuiu e algumas das dimensões também sofreram um decréscimo, assumindo-se como um desafio a ser analisado pelo NAFisio, por forma a encontrar estratégias para o ultrapassar. No entanto, consideramos que é um projeto a ter continuidade, uma vez que 80% dos alunos afirmaram que a atividade foi importante para o desenvolvimento de competências pessoais e profissionais.

Publicado

2024-01-15

Como Citar

Projeto Pontes Atlânticas: uma ponte entre os estudantes de Fisioterapia da Lusofonia. (2024). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 5(Supii), 50. https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSupii.716

Artigos Similares

1-10 de 456

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>