Protocolo de tratamento ortodôntico em adultos jovens com endognatia maxilar utilizando o expansor rápido palatino ancorado em mini-implante

Autores

  • Primavera Sousa-Santos UNIPRO-Unidade de Investigação em Patologia Oral e Reabilitação, Instituto Universitário de Ciências da Saúde (IUCS), CESPU,4585-116 Gandra, Portugal https://orcid.org/0000-0002-0257-592X
  • Juliette Jean Departamento de Ciências Dentárias, Instituto Universitário de Ciências da Saúde (IUCS), CESPU,4585-116 Gandra, Portugal
  • Lamiae Es-Samti Departamento de Ciências Dentárias, Instituto Universitário de Ciências da Saúde (IUCS), CESPU,4585-116 Gandra, Portugal https://orcid.org/0009-0008-5297-791X
  • Sofia Sousa-Santos UNIPRO-Unidade de Investigação em Patologia Oral e Reabilitação, Instituto Universitário de Ciências da Saúde (IUCS), CESPU,4585-116 Gandra, Portugal https://orcid.org/0000-0001-5497-4474
  • Teresa Vale UNIPRO-Unidade de Investigação em Patologia Oral e Reabilitação, Instituto Universitário de Ciências da Saúde (IUCS), CESPU,4585-116 Gandra, Portugal https://orcid.org/0000-0002-8342-1155
  • Ana Catarina Azeredo de Oliveira UNIPRO-Unidade de Investigação em Patologia Oral e Reabilitação, Instituto Universitário de Ciências da Saúde (IUCS), CESPU,4585-116 Gandra, Portugal https://orcid.org/0000-0003-1042-2373

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v6i2.791

Palavras-chave:

MARPE, protocolo, sutura palatina média, expansão rápida da maxila

Resumo

Introdução: A endognatia maxilar é uma má oclusão esquelética que, se não tratada, pode evoluir para uma má oclusão complexa, o que dificulta o desenvolvimento facial e cria problemas respiratórios devido à constrição nasal. Em 2010, Lee e Colaboradores criaram uma técnica de expansão rápida da maxila assistida por mini-implantes (MARPE). Objetivos: Descrever o protocolo MARPE e os seus efeitos clínicos. Materiais e métodos: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados Pubmed, Science Direct, Scielo e Google Scholar referente aos últimos 10 anos. Resultados: As estratégias de pesquisas descritas permitiram a obtenção de 150 artigos que passaram por várias etapas de seleção. No final, 15 artigos foram avaliados e selecionados para a realização desta revisão. Discussão: A técnica de MARPE permitiu reduzir os efeitos colaterais esqueléticos, dento-alveolares e periodontais causados ​​pelos aparelhos convencionais, otimizando o potencial de expansão esquelética em indivíduos com estádios avançados de maturação esquelética. Conclusão: O aparelho MARPE apresenta ancoragem óssea e ancoragem dentária. Os efeitos clínicos passam pela abertura da maxila no plano frontal, pelo aumento do volume da cavidade nasal após expansão, aumento da distância interzigomática, aumento da largura média da face e da largura da base alar e alargamento do nariz. Observa-se, ainda, uma diminuição da espessura óssea vestibular e da altura da crista alveolar e uma inclinação vestibular nos pré-molares e nos molares. Com a realização desta pesquisa verificamos um número reduzido ou praticamente ausente de estudos acerca do efeito sobre a cavidade pulpar, a reabsorção radicular e o volume orbital.

Downloads

Publicado

2024-07-01

Como Citar

Protocolo de tratamento ortodôntico em adultos jovens com endognatia maxilar utilizando o expansor rápido palatino ancorado em mini-implante. (2024). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 6(2). https://doi.org/10.51126/revsalus.v6i2.791

Artigos Similares

11-20 de 405

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.