Anemia hemolítica autoimune por anticorpos frios: um caso de Lúpus Eritematoso Sistémico

Autores

  • Diana Isabel Dias Serviço Medicina Interna Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga, Santa Maria da Feira, Portugal.
  • Leonilde Mendonça Serviço de Hematologia Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga, Santa Maria da Feira, Portugal.
  • Heloísa Ribeiro Serviço Medicina Interna Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga, Santa Maria da Feira, Portugal.

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v4i2.203

Palavras-chave:

lúpus eritematoso sistémico, anemia hemolítica, autoimunidade, aglutininas frias, anticorpos

Resumo

A anemia hemolítica autoimune por anticorpos frios associa-se muito raramente a Lúpus Eritematoso Sistémico. Apresenta-se o caso de uma mulher de 35 anos, à admissão com astenia, dor pleurítica direita e tosse seca com uma semana de evolução. Associadamente destacava-se anemia macrocítica de etiologia autoimune, com autoagregação à temperatura ambiente. Evoluiu com resposta clínica e analítica favorável à corticoterapia sistémica e suporte transfusional. Do estudo efetuado salienta-se tromboembolismo pulmonar agudo em tomografia computorizada e positividade dos anticorpos antiglicoproteína e anticardiolipina, antinucleares, SSA, antitiroideus e anticoagulante lúpico.  Estabeleceu-se o diagnóstico de Lúpus Eritematoso Sistémico com anemia hemolítica autoimune mediada por anticorpos frios associado a provável Síndrome Antifosfolipídico, situação rara descrita na revisão bibliográfica efetuada.

Downloads

Publicado

2022-08-30

Como Citar

Dias, D. I., Mendonça, L., & Ribeiro, H. (2022). Anemia hemolítica autoimune por anticorpos frios: um caso de Lúpus Eritematoso Sistémico. RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 4(2). https://doi.org/10.51126/revsalus.v4i2.203