Competências multiculturais na formação de enfermeiros: desenvolvimento do projeto MulticulturalCare

Autores

  • Ana Paula Camarneiro Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Coimbra, Portugal.
  • Beatriz Xavier Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Coimbra, Portugal.
  • Aliete Cunha-Oliveira Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Coimbra, Portugal.
  • Idoia Ugarte-Gurrutxaga Universidad de Castilla-La Mancha, Departamento Enfermería, Toledo, Espanha.
  • Ana Monteiro Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Coimbra, Portugal.

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSup.559

Palavras-chave:

Formação, enfermagem, projeto, competências multiculturais, pedagogia

Resumo

Introdução: Numa sociedade global, a formação de enfermeiros exige competências multiculturais congruentes e sensíveis. Contudo, em muitos países europeus essa formação é pouco consolidada nos diferentes currículos (Handtke et al., 2019), ou ausente (Solanas et al, 2021), sendo notória falta de uniformidade na formação de profissionais de saúde em competências culturais. O Projecto MulticulturalCare (MCCare) “Educar os estudantes através de métodos de aprendizagem inovadores para intervir em contextos complexos multiculturais” (2020-1-PT01-KA203-0785300), financiado pelo Programa Europeu Erasmus KA2, resulta da parceria entre: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Portugal, que lidera, Faculdade de Enfermagem UC Leuven-Limburg, Bélgica e Faculdade de Enfermagem da Universidade Castilla La Mancha, Toledo, Espanha. Objetivos: Tem como objetivo principal promover a formação em competências culturais, de profissionais de saúde na Europa, como estratégia para abordar desigualdades em saúde. Material e Métodos: O MCCare tem como população alvo os estudantes de enfermagem. Num horizonte temporal de dois anos são concretizados três produtos intelectuais baseados em revisões de literatura e focus-grupos: conceção de modelo teórico de formação (MulticulturalCare Model); elaboração de E-Book, que reunirá cenários de simulação como ferramenta didática; validação de instrumento de avaliação das competências multiculturais em enfermagem permitindo avaliar a eficácia das intervenções pedagógicas realizadas. Foram cumpridos os princípios éticos, de acordo com a declaração de Helsínquia e obtida aprovação pela Comissão de Ética. Resultados: O projeto está em fase final de desenvolvimento. O modelo pedagógico foi construído e implementado em eventos multiplicadores de formação em competências culturais em enfermagem, recorrendo a métodos pedagógicos inovadores e percursos de aprendizagem para aquisição de conhecimentos e competências em diferentes abordagens ao migrantes, refugiados, e requerentes de asilo. O E-book está concluído. O instrumento de avaliação das competências multiculturais está em fase final de validação para os três países. Conclusões: Todos os formadores vão ter acesso aos materiais pedagógicos produzidos e sessões de formação relacionadas com a implementação do modelo MulticulturalCare. Os estudantes de enfermagem obterão soluções inovadoras para promoção dos cuidados de saúde culturalmente sensíveis a prestar aos migrantes, refugiados e requerentes de asilo e, sobretudo, serão capacitados para uma praxis reflexiva e pensamento sistémico.

Downloads

Publicado

2023-07-05

Como Citar

Competências multiculturais na formação de enfermeiros: desenvolvimento do projeto MulticulturalCare. (2023). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 5(Sup), 45. https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSup.559

Artigos Similares

1-10 de 159

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.