Avaliação dos resultados da aplicação combinada do ultrassom e da drenagem linfática manual no fibro-edema gelóide

Autores

  • Elisa Rodrigues Escola Superior de Saúde, Instituto Politécnico do Porto, Porto, Portugal
  • André Lopes Fisio&Care, Vila Nova de Gaia, Portugal
  • Nuno Adubeiro Escola Superior de Saúde, Instituto Politécnico do Porto, Porto, Portugal
  • Miriam Faria Prática clínica privada Fisioterapia Dermatofuncional, Porto, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSupii.708

Palavras-chave:

Celulite, ecografia, drenagem linfática manual, fisioterapia

Resumo

Introdução: O fibro-edema gelóide (FEG), popularmente conhecido como celulite, é uma alteração comum da topografia da pele que reflete disfunções precoces nos sistemas vascular e/ou metabólico e conjuntivo, afetando milhões de pessoas no mundo, predominantemente mulheres. A partir de perspetivas em saúde cada vez mais holísticas e integrativas, poder-se-á usar o FEG como indicador precoce para doenças cardiovasculares e metabólicas. As terapias eficazes podem ser chaves no diagnóstico dos principais sistemas disfuncionantes envolvidos. Muitos métodos são utilizados no seu tratamento, entre os quais se incluem a drenagem linfática manual (DLM) e o ultrassom. Objetivo: Avaliar a eficácia da aplicação do ultrassom terapêutico associado à DLM como métodos terapêuticos na redução do FEG em mulheres. Material e Métodos: realizou-se um estudo quasi-experimental, numa amostra de conveniência de 6 mulheres com média de idades de 24,5±4,3anos e um índice de massa corporal de 22,98±1, com FEG grau II avaliado pelo exame físico. Foi aplicado o ultrassom no glúteo e coxa superior com frequência de 3MHz, intensidade de 2W/cm², modo contínuo durante 15 minutos em cada membro, posteriormente foi efetuada a DLM durante 30 minutos nas mesmas regiões, utilizando manobras de chamada e reabsorção conforme preconizado por Leduc. Foram realizadas duas sessões por semana durante quatro semanas, totalizando oito sessões. Previamente ao início do estudo e imediatamente após a 8ª sessão, foram recolhidos dados de perimetria, algometria, ecografia e fotografia (painel de peritos). Após a intervenção foi ainda aplicada a escala visual numérica para avaliar o grau de satisfação das participantes. Utilizaram-se testes estatísticos não paramétricos com o nível de significância de 0,05 em todas as análises. Resultados: Observou-se que duas participantes reduziram o FEG para grau I, ainda que sem significância estatística, mas com relevância clínica. Existiram melhorias estatisticamente significativas na perimetria (@ 1,5cm), na dor da região da coxa superior (@3N) e profundidade de fibrose na ecografia. Após a intervenção todas as participantes apresentaram um grau de satisfação de aproximadamente 9/10 pontos. Conclusão: A associação da DLM com o ultrassom pareceu ser eficaz no tratamento do grau de FEG, nesta amostra.

Publicado

2024-01-15

Como Citar

Avaliação dos resultados da aplicação combinada do ultrassom e da drenagem linfática manual no fibro-edema gelóide. (2024). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 5(Supii), 44-45. https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSupii.708

Artigos Similares

1-10 de 42

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.