Curso de Pós-graduação de Enfermagem em Oncologia: relato de experiência na voz dos docentes

Autores

  • Celeste Bastos CINTESIS@RISE
  • Alice Brito UNIESEP, Escola Superior de Enfermagem do Porto, Porto, Portugal.
  • Carla Sequeira CINTESIS@RISE, Nursing School of Porto (ESEP), Porto, Portugal.
  • Célia Santos CINTESIS@RISE, Nursing School of Porto (ESEP), Porto, Portugal.
  • Cristina Carvalho CINTESIS@RISE, Nursing School of Porto (ESEP), Porto, Portugal.
  • Luís Miguel Ferreira CINTESIS@RISE, Nursing School of Porto (ESEP), Porto, Portugal.
  • Marisa Lourenço CINTESIS@RISE, Nursing School of Porto (ESEP), Porto, Portugal.
  • Paulo Machado CINTESIS@RISE, Nursing School of Porto (ESEP), Porto, Portugal.

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSup.550

Palavras-chave:

Formação pós-graduada, oncologia, enfermagem, e-learning

Resumo

Introdução: A formação na área da Enfermagem em Oncologia nos Países de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) reveste-se de elevada importância, no âmbito da necessária melhoria assistencial. Nesse sentido, a Fundação Calouste Gulbenkian, na sua missão filantrópica, contactou a Escola Superior de Enfermagem do Porto (ESEP), que em parceria com o Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto, disponibilizaram um Curso de Pós-graduação de Enfermagem em Oncologia a enfermeiros licenciados de Angola, Cabo Verde e Moçambique, com a finalidade de responder às necessidades formativas emergentes nestes países. Objetivos: i) Descrever o processo de desenvolvimento do curso de pós-graduação e ii) Refletir sobre o impacto do ensino em modalidade e-learning no desenvolvimento de competências. Material e Métodos: O curso de 30 ECTS desenvolveu-se em dois semestres no ano letivo 2021/2022 e integrou oito Unidades Curriculares (UC), com aulas de tipologia teórica, teórico-prática e orientação tutorial. O conteúdo lecionado foi ajustado à realidade da doença oncológica nos três países e necessidades de formação dos enfermeiros. Resultados: O curso foi lecionado por docentes da ESEP, enfermeiros, médicos, farmacêuticos e nutricionistas do IPO/Porto e dos PALOP. Frequentaram e concluíram o curso 27 enfermeiros. As aulas foram lecionadas de forma síncrona e disponibilizadas em formato vídeo na plataforma moodle, para colmatar as falhas de rede da internet, que foi uma das maiores dificuldades referidas pelos formandos. O uso de plataformas digitais durante a pandemia foi uma circunstância facilitadora para a utilização da ferramenta Zoom e a partilha de uma língua comum também facilitou o processo ensino/aprendizagem. O interesse e perseverança demonstrados pelos formandos foi um aspeto positivo, bem como, a articulação e mobilização dos conhecimentos adquiridos para a prática clínica. A conclusão do curso foi assinalada com a realização do I Congresso de Enfermagem Oncológica dos PALOP, em formato online, onde os estudantes tiveram oportunidade de divulgar trabalhos desenvolvidos nas diferentes UC. Conclusões: O curso foi uma experiência desafiante para estudantes e docentes. A sensação partilhada foi de um propósito inteiramente superado. Esta pós-graduação revelou a utilidade da formação e-learning na aquisição de conhecimentos e a mais-valia para a qualidade dos cuidados de enfermagem em oncologia.

Downloads

Publicado

2023-07-05

Como Citar

Curso de Pós-graduação de Enfermagem em Oncologia: relato de experiência na voz dos docentes. (2023). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 5(Sup), 38. https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSup.550

Artigos Similares

1-10 de 196

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)