Ingestão proteica e perda de peso em indivíduos com sobrepeso ou obesidade

Autores

  • António Fernandes Centro de Investigação de Montanha (CIMO), Instituto Politécnico de Bragança, Campus de Santa Apolónia, Bragança; Laboratório Associado para a Sustentabilidade e Tecnologia em Regiões de Montanha (SusTEC), Instituto Politécnico de Bragança, Campus de Santa Apolónia, Bragança, Portugal
  • Fábio Ferreira Instituto Politécnico de Bragança, Campus de Santa Apolónia, Bragança, Portugal
  • Ana Pereira Centro de Investigação de Montanha (CIMO), Instituto Politécnico de Bragança, Campus de Santa Apolónia, Bragança; Laboratório Associado para a Sustentabilidade e Tecnologia em Regiões de Montanha (SusTEC), Instituto Politécnico de Bragança, Campus de Santa Apolónia, Bragança, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v6i1.641

Palavras-chave:

Obesidade, proteínas, composição corporal, perda de peso

Resumo

Introdução: A alimentação assume um papel central na perda de peso. No entanto, existe a possibilidade de maximizar a eficiência na saúde durante este processo, dependendo da quantidade ingerida de cada macronutriente. Objetivo: Avaliar o efeito da ingestão proteica na perda de peso em indivíduos com sobrepeso e obesidade. Material e Métodos: Foi realizada uma revisão sistemática da literatura, segundo a metodologia PRISMA, utilizando as bases de dados PubMed, Scopus e Web of Science. Foram incluídos artigos que correspondiam aos critérios de inclusão, obtendo-se 14 elegíveis de 422 inicialmente identificados. Resultados: Estudos revelaram que nos grupos com maior consumo proteico ocorria maior perda de peso e de massa gorda, 4 (28,57%) e 6 estudos (42,86%), respetivamente. Constatou-se também, que associado a esta perda de peso, em 2 estudos (14,29%), registaram-se reduções significativas no colesterol LDL e em 1 estudo (7,14%), observou-se uma redução dos níveis das enzimas aspartato aminotransferase e alanina aminotransferase. Efeitos sobre a saciedade e apetite foram analisados em 4 estudos (28,57%), sendo que 2 (14,29%) relataram níveis mais elevados na saciedade e melhor controlo do apetite no grupo com maior consumo proteico. Conclusão: Uma maior ingestão de proteína pode potenciar efeitos benéficos na perda de peso, em indivíduos com excesso de peso ou obesidade, no entanto verifica-se a necessidade de mais estudos que suportem as ocorrências analisadas nesta revisão.

Downloads

Publicado

2024-03-04

Como Citar

Ingestão proteica e perda de peso em indivíduos com sobrepeso ou obesidade. (2024). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 6(1). https://doi.org/10.51126/revsalus.v6i1.641

Artigos Similares

1-10 de 441

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)