A expressão de Metiltransferases na Degenerescência macular da idade: potencial biomarcador (IPL/2022/MetAllAMD_ESTeSL)

Autores

  • Pedro Camacho H&TRC-Health & Technology Research Center, ESTeSL Escola Superior de Tecnologia da Saúde, Instituto Politécnico de Lisboa, Lisboa; iNOVA4Health, NOVA Medical School, Faculdade de Ciências Médicas, NMS, FCM, Universidade NOVA de Lisboa, Lisboa, Portugal
  • Edna Ribeiro H&TRC-Health & Technology Research Center, ESTeSL Escola Superior de Tecnologia da Saúde, Instituto Politécnico de Lisboa, Lisboa, Portugal
  • Bruno Pereira Instituto de Retina de Lisboa, IRL, Lisboa; iNOVA4Health, NOVA Medical School, Faculdade de Ciências Médicas, NMS, FCM, Universidade NOVA de Lisboa, Lisboa, Portugal
  • Catarina Ginete H&TRC-Health & Technology Research Center, ESTeSL Escola Superior de Tecnologia da Saúde, Instituto Politécnico de Lisboa, Lisboa, Portugal
  • João Nascimento Instituto de Retina de Lisboa, IRL, Lisboa, Portugal
  • Sandra Barrão Instituto de Oftalmologia Dr. Gama Pinto, IOGP, Lisboa, Portugal
  • José Henriques Instituto de Retina de Lisboa, IRL, Lisboa, Portugal
  • Paulo Rosa Instituto de Retina de Lisboa, IRL, Lisboa; Instituto de Oftalmologia Dr. Gama Pinto, IOGP, Lisboa, Portugal
  • Cidália Raposo Instituto de Oftalmologia Dr. Gama Pinto, IOGP, Lisboa, Portugal
  • Andreia Almeida Instituto de Oftalmologia Dr. Gama Pinto, IOGP, Lisboa, Portugal
  • Rosa Fernandes Instituto de Oftalmologia Dr. Gama Pinto, IOGP, Lisboa, Portugal
  • Sílvia Sadio Instituto de Oftalmologia Dr. Gama Pinto, IOGP, Lisboa, Portugal
  • Carina Silva H&TRC-Health & Technology Research Center, ESTeSL Escola Superior de Tecnologia da Saúde, Instituto Politécnico de Lisboa, Lisboa, Portugal
  • Miguel Brito H&TRC-Health & Technology Research Center, ESTeSL Escola Superior de Tecnologia da Saúde, Instituto Politécnico de Lisboa, Lisboa, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSupii.735

Palavras-chave:

Epigenética, DNA methyltransferases, degenerescência macular da idade, SD-OCT, Atrofia geográfica, neovascularização coroideia

Resumo

Introdução: Apesar dos recentes avanços no tratamento da degenerescência macular da idade (DMI) neovascular (nDMI), a falta de opções terapêuticas para as formas não avançadas (cerca de 90%) e para as formas atróficas avançadas (Corradetti et al., 2021) reforça a necessidade de identificar potenciais biomarcadores como estratégia de saúde pública. (More, Almuhtaseb, Smith, Fraser, & Lotery, 2019) A abordagem multimodal, com o apoio da histologia, tem sido importante na procura de potenciais biomarcadores de AMD. Fatores genéticos têm também sido considerados relevantes, no entanto com apenas 40–60% de correlação com a doença (Fritsche et al., 2014). Por outro lado, a associação com biomarcadores de imagem não invasivos é ainda limitada. Objetivos: Com a crescente importância e impacto da epigenética, o estudo MetAllAMD teve como objetivo caracterizar a expressão génica de modeladores epigenéticos (DNMT1, DNMT2A, DNMT3B) em todos os estádios da DMI e estudar a correlação com os novos biomarcadores de imagem. Material e Métodos: Um total de 14 doentes com DMI, com idades compreendidas entre os 59 e os 90 anos, foram incluídos prospectivamente neste estudo. Os participantes foram classificados em DMI precoce/intermédia (iDMI) e DMI avançada (aDMI). Apenas os casos com um exame oftalmológico completo, fundo de olho digital 133º a cores e avaliações SD-OCT foram incluídos. Através de PCR quantitativo em tempo real (qRT-PCR) procedeu-se à quantificação da transcrição de genes moduladores epigenéticos, nomeadamente, ‎DNA methyltransferases (DNMT1, DNMT2A, DNMT3B) a partir do RNA total dos grupos descriminados. Resultados: Os participantes com aDMI apresentaram uma acuidade visual inferior (p=0,001) ao grupo com iDMI embora sem alterações significativas ao nível da espessura central da retina nem da espessura mínima da fóvea. Na quantificação da transcrição de modeladores epigenéticos verificou-se uma diminuição da DNMT1 (p=0,003), DNMT3A (p=0,004) e DNMT3B (p=0,004) no grupo aDMI. Conclusões: A variação do padrão de expressão de DNA methyltransferases  surge alterada nas diferentes fases da DMI podendo constituir um potencial biomarcador a estudar numa das principais causas de cegueira.

Publicado

2024-01-15

Como Citar

A expressão de Metiltransferases na Degenerescência macular da idade: potencial biomarcador (IPL/2022/MetAllAMD_ESTeSL). (2024). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 5(Supii), 64. https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSupii.735

Artigos Similares

1-10 de 403

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.