Validação do Mental Health Promoting Knowledge Scale (MHPK-10) para a população portuguesa

Autores

  • Ana Cláudia Guimarães Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal.
  • Maria João Trigueiro Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal. Laboratório de Reabilitação Psicossocial da Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal.
  • Tiago Coelho Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal. Laboratório de Reabilitação Psicossocial da Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal.
  • Inês Maia Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal.
  • Raquel Simões de Almeida Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal. Laboratório de Reabilitação Psicossocial da Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal.
  • Vítor Simões-Silva Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal. Laboratório de Reabilitação Psicossocial da Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal.
  • Paula Portugal Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal. Laboratório de Reabilitação Psicossocial da Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal.
  • Sara Sousa Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal. Laboratório de Reabilitação Psicossocial da Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal.
  • Filipa Campos Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal. Laboratório de Reabilitação Psicossocial da Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal.
  • António Marques Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal. Laboratório de Reabilitação Psicossocial da Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, Porto, Portugal.

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v4i1.184

Palavras-chave:

literacia em saúde mental, medição, promoção de saúde

Resumo

Introdução: A Literacia em Saúde Mental refere-se aos conhecimentos e competências necessárias para promover a saúde mental e, para a avaliar, são necessárias medidas válidas e abrangentes. Em Portugal, não existe nenhuma medida validada que permita avaliar o conhecimento sobre os fatores que promovem uma saúde mental positiva. Objetivo: Traduzir e adaptar culturalmente o MHPK-10 para a população portuguesa. Material e Métodos: A amostra foi recrutada através de um método não probabilístico, por conveniência, em várias instituições da Área Metropolitana do Porto e através de questionário online. A validação englobou a tradução e adaptação cultural da versão original do MHPK-10 e a análise das propriedades psicométricas: fiabilidade – teste-reste e consistência interna - validade de conteúdo, validade de construto e validade de critério. Resultados: A amostra compreende 1728 indivíduos com idades entre os 14 e os 95 anos. O valor da consistência interna é razoável (α=0,79) e os valores do teste-reteste suportam a fiabilidade do instrumento. Da análise fatorial forçada a um fator resultaram valores satisfatórios, explicando uma variância de 35,92%. Na validade de critério obteve-se uma correlação baixa (r=0,32). Conclusão: As propriedades psicométricas aparentam ser razoáveis, apesar de estudos adicionais serem necessários. O presente trabalho é um contributo positivo para a validação do MHPK-10.

Downloads

Publicado

2022-06-14

Como Citar

Guimarães, A. C., Trigueiro, M. J., Coelho, T., Maia, I., Simões de Almeida, R., Simões-Silva, V., Portugal, P., Sousa, S., Campos, F., & Marques, A. (2022). Validação do Mental Health Promoting Knowledge Scale (MHPK-10) para a população portuguesa. RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 4(1). https://doi.org/10.51126/revsalus.v4i1.184