Efeitos da aplicação do EDIC na função cardiorrespiratória em 3 grupos específicos de crianças

Autores

  • Andrea Ribeiro CICS- Centro Interdiciplinar de Ciências da Saúde, ISAVE- Instituto Superior de Saúde, Amares, Portugal
  • Sílvia Santos Universidade Fernando Pessoa, Escola Superior de Saúde, Porto, Portugal
  • Maria Martins CICS- Centro Interdisciplinar de Ciências da Saúde, ISAVE- Instituto Superior de Saúde, Amares, Portugal
  • João Sousa CICS- Centro Interdisciplinar de Ciências da Saúde, ISAVE- Instituto Superior de Saúde, Amares, Portugal
  • José Lumini CICS- Centro Interdisciplinar de Ciências da Saúde, ISAVE- Instituto Superior de Saúde, Amares, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSupii.704

Palavras-chave:

Função cardiorrespiratória, espirometria, obesidade, técnicas de fisioterapia respiratória, pediatria

Resumo

Introdução: A obesidade é hoje uma epidemia a nível mundial e muitos doentes obesos sofrem de sintomas e doenças respiratória com impactos na função pulmonar de origem multifatorial, nomeadamente devido a aspectos mecânicos e inflamatórios (Dixon e Peters, 2018). O EDIC é uma intervenção que visa promover a saúde cardiovascular e a capacidade respiratória por meio de exercícios físicos específicos (Postiaux, 2014). Existe ainda evidencia que demonstra que a prática de exercício em crianças impacta positivamente a função cardiorrespiratória com a diminuição da percentagem de gordura corporal para além de outros efeitos a nível físico e emocional. A fisioterapia cardiorrespiratória tem apresentado progressos, focando-se na prevenção, visando a promoção de maior capacidade funcional e consequente melhoria da qualidade de vida de crianças e adultos (Močnik, M.; Varda, 2021). Objetivo: verificar o efeito da aplicação de uma técnica de Fisioterapia Respiratória – EDIC na função cardiorrespiratória em três grupos específicos de crianças. Material e Métodos: Foram selecionadas 30 crianças com as idades compreendidas entre os 8 a 12 anos sem patologias. As crianças foram divididas em três grupos (n=10): saudável sem prática de atividade física (GS), saudável com prática de atividade física (GA) e sobrepeso/obeso (GO). Executamos a avaliação dos parâmetros de pressão arterial, frequência cardíaca e teste de espirometria. Efetuou-se o EDIC combinado com a aplicação de ortótese de incentivo e foram novamente avaliados os parâmetros iniciais. Resultados: Aumento estatisticamente significativo da pressão arterial e da frequência cardíaca antes e após a técnica. A CVF é significativamente maior no GA, a CVFI e o TEF são significativamente maiores no GS. Após o EDIC observamos diferenças estatisticamente significativas no TEF entre os três grupos, aumento significativamente estatístico no PFE do GO e no PFI do GS, com a exceção da CVF e CVFI no GA existindo uma redução significativamente estatística. Conclusões: O EDIC parece exercer algum efeito sobre a função cardiorrespiratória nas três condições específicas.

Publicado

2024-01-15

Como Citar

Efeitos da aplicação do EDIC na função cardiorrespiratória em 3 grupos específicos de crianças. (2024). RevSALUS - Revista Científica Internacional Da Rede Académica Das Ciências Da Saúde Da Lusofonia, 5(Supii), 41-42. https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSupii.704

Artigos Similares

1-10 de 445

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)